O que rolou no Rio Anime Club 2018


Rolou neste domingo, dia 29 de julho, mais uma edição do Rio Anime Club, considerado o maior evento de cultura pop japonesa e anime do RJ. A galera do Teoria Nerd teve a oportunidade de cobrir o evento e eu, Mari, vou trazer alguns detalhes pra quem não pôde comparecer.


Começando pela organização de entrada. As filas estavam super bem divididas e não tivemos nenhum problema de informação. Mas havia apenas 1 pessoa para atender em cada fila, dividida pela categoria dos ingressos, e isso acabou dificultando a entrada em relação ao tempo. Eu fiquei em torno de 40 minutos para conseguir entrar no evento.

Logo na entrada, nos deparamos com a estrutura: 1 pequeno palco onde a galera podia interagir dançando e cantando desde Kpop até músicas da Disney, realizar coreografias em grupo e se acabar num divertido karaokê. Seguindo, encontramos Playstations disponíveis com alguns jogos para quem curte vídeo game (apenas de lutas como Street Fighter e Naruto + Just Dance). Logo ao lado, os estandes traziam muitos artigos de animes e cultura japonesa. Eram action figures, chaveiros, roupas, acessórios, comidas e um em especial que ganhou meu coração: HQ’s e mangás! Um enorme estande que nos convidava a imergir no mundo dos quadrinhos e clássicos da TV como Changeman, Jiraya, Spectreman; sem falar nas edições especiais em livros das sagas de Star Wars, Marvel e DC.

Universo HQ destacado
No segundo andar do evento encontramos mais estandes , curso de desenhos e o palco principal, onde as atrações mais aguardadas do RAC entrariam em cena. Tivemos a presença dos dubladores Charles Emmanuel, Yuri Chesman, o canal Bunka Pop (voltado para animes) e um M&G com Fernando Caruso (que chegou a bater perna pelo evento e fazer compras nos estandes disfarçado!). Algo que nunca pode faltar nesses eventos e que, com muito louvor, vimos lá foram os Cosplayers. Sério! Tinha Homem-Aranha dançando Ed Sheeran no Just Dance, minha gente! Era Uzumaki Naruto pra todos os cantos. Perdi a conta de quantos Tobi’s passaram pela gente. E League Of Legends? O povo investiu nas produções!

Dubladores no palco principal







No geral, o evento poderia se chamar Rio Naruto Ball Club, pois os grandes destaques de animes, sem dúvida, foram Naruto e Dragon Ball, representando 80% de tudo no evento. Um pequena parcela ficou para os universos da Marvel, DC, Disney e séries (que não eram o foco principal do evento) e uma outra ainda menor para outros animes famosos, como Cavaleiros do Zodíaco, por exemplo. Fiquei um pouco decepcionada por encontrar NO ÚLTIMO ESTANDE apenas 2 camisas e uma caneca de Yu Yu Hakusho que, na minha humilde opinião, é um dos mais marcantes animes até hoje.  Embora a estrutura não fosse a melhor de todas, eu consegui me divertir com muito mais coisas do que na Geek and Game, por exemplo, pois as atrações (fliperamas e vídeo games) estavam mais organizadas e o público foi muito menor.









Minha nota para o Rio Anime Club 2018 é 8 😉

Nenhum comentário

Comentários que contenham palavras ofensivas ou que tenham apenas a intenção de ofender serão bloqueados.