The Marvelous Mrs. Maisel - O lado bom de um pé na bunda




Quem não levou um pé na bunda pelo menos uma vez na vida, atire a primeira pedra. Sejamos sinceros, todos nós já passamos pela triste experiência de ter seu coração partido, certo? Eu mesma já levei alguns foras que me fizeram questionar essa coisa toda de relacionamento.  Calma, povo. Vocês não clicaram no link errado e nem estou escrevendo um artigo de auto-ajuda. Já chego na questão toda da série. Mas voltemos a falar sobre as minhas derrotas amorosas. Os maiores foras que levei foram os que mais me fizeram crescer e amadurecer. Sou grata pelo maior pé na bunda que tomei, pois depois disso me reergui (tipo fênix, uma coisa linda de se ver rs), tive uma rápida ascensão profissional e me tornei uma pessoa muito mais consciente do que queria para a minha vida (e hoje estou aqui casada com uma pessoa realmente especial que me apoia e faz com que me sinta muito amada. Marcos, te amo). 



É justamente um grande pé na bunda, com o perdão do trocadilho, o pontapé inicial dessa história excepcional. Criada por Amy Sherman-Paladino (a mesma de Gilmore Girls) e com um elenco em total sintonia, a série vencedora de quatro Emmys, incluindo a de melhor série de comédia, gira em torno da vida de Miriam "Midge" Maisel (Rachel Brosnahan), uma esposa e dona de casa perfeita, mãe de dois filhos pequenos, acostumada com uma vida no Upper West Side na Nova Iorque dos anos 50. Seu marido, Joel (Michael Zegen), é aspirante à comediante e, após uma noite pouco inspirada no Gaslight, revela sua infidelidade e sai de casa. A partir daí (e de um grande porre, com direito a uma noite numa cela de delegacia), Midge muda sua vida: descobre seu talento como comediante, arruma um emprego e volta a morar com os pais - que por sinal são um show à parte, com os atores Tony Shalhoub (de Monk) e Marin Hinkle (sim, é a ex-esposa do Alan de Two and a Half Men) dando vida ao casal Weissman, preocupadíssimos a separação da filha e com a reputação da família com esse "escândalo".




Apesar da série se passar no final dos anos 50, a temática feminista é muito atual, mostrando uma Midge que, sendo fiel a quem ela realmente é, luta por seu espaço, apoiada por sua empresária Susie Myerson (Alex Borstein), em um ambiente dominado por homens.



A primeira temporada está disponível no Prime Video, serviço de streaming da Amazon e a segunda estreia em novembro.






Se você já assistiu, comente aqui sobre o que achou da série e qual sua expectativa para a segunda temporada. Se ainda não viu, tá esperando o quê? rsrsrs

Já conhece nossa loja? Não? Então vai lá na Teoria Nerd Store e confira nossas camisetas inspiradas no mundo nerd! Tem estampa de séries, filmes, games, HQs e muito mais! ;)
E se você já conhece, passa lá. Tem uma promoção diferente cada semana.

Nenhum comentário

Comentários que contenham palavras ofensivas ou que tenham apenas a intenção de ofender serão bloqueados.