Stranger Things – Quando coisas estranhas são as melhores que poderiam acontecer!

Então um dia uma grande amiga publica algo sobre uma nova série que estrearia na Netflix, com Winona Ryder – só de ler esse nome, meu coração se encheu de alegria- sou uma grande fã da atriz e fiquei muito feliz de vê-la em um projeto novo e ainda mais pela Netflix que tem feito filmes e series maravilhosos, e ai fui saber sobre o que se tratava, mas não me aprofundei.



Quando lançaram vou ser sincera, eu esqueci. Não me lembrei e só fiquei sabendo porque uma outra amiga louca por séries me falou. E vi o primeiro capítulo sem prestar muita atenção, mas quando sentei pra ver direito, MEU AMOR… Terminei em três dias. E estou aqui pra falar o que achei de: STRANGER THINGS.



Pra quem é apaixonado por filmes dos anos 80, a série te traz essa nostalgia de forma absurdamente fidedigna. Pra começar pela fotografia e ambiente da mesma, parece que estamos realmente vendo um filme dos anos 80, sem contar as inúmeras referencias: E.T, Star Wars, RPG Dungerous & Dragons (para os mais chegados: D&D) e a própria Winona que já te faz viajar porque essa mulher não envelhece!!! Além de Ryder o elenco todo é de uma atuação tão perfeita que te faz acreditar e pular da cadeira e torcer e sofrer junto com a trama toda, mas quem dá show mesmo é o elenco infantil, que crianças maravilhosas, escolheram a dedo mesmo, porque é uma atuação apaixonante que me fez chorar seriamente, e também a trilha sonora e música de abertura – a abertura em si- tudo te leva de volta ao passado, acho que é uma série essencial pra nova geração ver o que foi os anos 80 e que foi maravilhoso mesmo sendo uma série de terror.





E pra finalizar, minha definição para Strnager Things é: “Uma série que mistura o melhor dos Steve/Stephen em um só lugar – King e Spielberg tiveram filhos e são os irmãos Duffer”.
Agora não vou falar mais nada e vou deixar vocês assistirem, por favor, ASSISTAM, pra ontem.
Até a próxima!




Texto originalmente escrito por Vivian Caetano