Heavy Metal: Mais Do Que Um Estilo


Cá estamos 44 anos depois que o Black Sabbath tocou pela primeira vez a ''nota do demônio'' e a cultura do metal continua crescendo e prosperando. Uma geração de fãs surgiu e a velha guarda está aí firme e forte.



Mas eu comecei esse post pra responder a uma pergunta: Porque o heavy metal foi estereotipado, rejeitado e condenado?

O que ficou claro pra mim é que o metal enfrenta o que as pessoas ignoram, o metal celebra e comemora o que todo mundo nega, o metal admira as coisas que a sociedade tem medo e é por isso que o heavy metal sempre vai ser a cultura dos excluídos.

Pros metaleiros o heavy metal é um lugar para pertencer e experimentar possibilidades muito além do dia dia comum das nossas vidas, e é um alívio. O metal tem essa função de permitir que a gente se livre de toda essa tensão, o metal é a idéia que o que as pessoas sentem talvez seja tão ou mais importante do que as pessoas pensam.


Eu realmente não sei porque o metal é tão importante, só sei que é, e eu sou uma pessoa muito melhor por ouvir heavy metal. O metal não me julga ou critica, e o metal está sempre lá quando eu preciso, SEMPRE!

Desde minha adolescência eu tive que defender minha paixão pelo heavy metal contra os que diziam que metal era uma forma menos válida de música. A minha resposta agora é: ''Ou você sente o que o metal representa ou não''.

Se escutar heavy metal não te transmite aquela onde de poder, aquela onda de emoção que faz você ficar arrepiado dos pés a cabeça, então você nunca vai entender o que ele representa.
E pra falar a verdade, se você não entender tudo bem, porque a julgar pelos milhares de metaleiros que estão por aí, a gente não precisa de você.


E pra você, qual a música que faz você perder a cabeça? Seja em qualquer lugar que você esteja e escute essa música? A minha é essa aqui.


Abrá.

Junai

Fanpage: Mundo de Junai